sexta-feira, 23 de abril de 2010

O sonho mais alto de todos os sonhos

Naquele doce lugar onde eu esperava

Apareceste tu, carinhosamente, a sorrir.

O mais belo Sol do mais belo céu brilhava

Por cima dos olhares que não queriam mentir.


Eras tu, personagem de todos os meus sonhos,

Aquele que em sonhos chegava e partia sem dizer adeus.

Estavas agora diante dos meus olhos,

Pronunciado palavras desarmadas de todos os véus.


A essas tuas palavras eu respondi com beijos,

Aos meus beijos tu respondeste com amor,

Submersos na insânia dos desejos

Esquecemo-nos do tempo e do seu fulgor.


Quando acordei tudo se havia desvanecido.

Mais uma vez! Mais uma vez apareceu

Esse incansável e arrasador destino

Que é o final de cada sonho meu.


E este era o sonho mais alto de todos os sonhos.


Sara Gonçalves

Braga, 23h30, do dia 23 de Abril de 2010.

O dia em que voltei a escrever um poema.

3 comentários:

  1. Sonhar também é viver,
    Não é só no acordar que se vive. Mesmo a dormir se vive e que talvez, neste momento no abrir e fechar de olhos, a gente descobre que afinal somos únicos ao contrário do significado do corpo que é todo igual.
    Sonha:-)

    ResponderEliminar
  2. Gostei bastante, amor ! Continua, é lindo ! Beijinho *

    Vanessa Gomes

    ResponderEliminar